Notícias

Quem é o seu conselheiro?

Portanto, assim como vocês receberam a Cristo Jesus, o Senhor, continuem a viver nele, enraizados e edificados nele, firmados na fé, como foram ensinados, transbordando de gratidão. Tenham cuidado para que ninguém os escravize a filosofias vãs e enganosas, que se fundamentam nas tradições humanas e nos princípios elementares deste mundo, e não em Cristo. Colossenses 2:6-8

O povo de Colossenses era um povo que andava de acordo com a palavra de Deus, tanto que o apóstolo Paulo elogia a conduta deles no início do capítulo. Porém, Paulo os adverte sobre o julgamento das outras pessoas em relação às festividades da igreja de Colossenses. Na nossa caminhada diária as coisas não são muito diferentes, não é mesmo? Quantas vezes você já foi julgado por alguma atitude que teve ou até mesmo por algo que os outros achavam que você deveria ter feito? Nessas horas sempre aparecem aqueles “sábios conselheiros” para lhe dizer como você deveria ter agido. Muitas vezes, esses “conselhos” ao invés de servirem como exortação, que é algo que a palavra de Deus permite, acabam trazendo tristeza e nos sentimos julgados por algo que nem era intenção do nosso coração.

Evidentemente, que precisamos uns dos outros, a Bíblia fala sobre a exortação, que se pecarmos, devemos confessar nossos erros para sermos perdoados e devemos sim, aceitar os conselhos, temos que andar unidos no amor de Deus. Mas precisamos ter cuidado com quem nos aconselhamos e a quem damos ouvidos, pois há coisas que são ensinamentos de Deus e outras dos homens e aquilo quem vem apenas do homem precisa ser confrontado com a palavra de Deus. Quando nos posicionamos diante do Pai e buscamos viver em santidade, os ataques, com certeza aumentarão e precisamos estar atentos a tudo, em cada detalhe para que não deixemos nenhuma brecha aberta que Satanás possa entrar.

As pessoas com quem devemos nos aconselhar são aquelas que têm vida com Deus, que buscam Sua palavra e tem comprometimento com o Reino. Não as pessoas que não têm Jesus como Senhor e Salvador, pois aqueles que não têm a convicção de quem é Cristo não terão conselhos direcionados pelo Santo Espírito para lhe dar.

A chave para andarmos de acordo com a palavra está no início do verso: “Portanto, assim como vocês receberam a Cristo Jesus, o Senhor, continuem a viver nele, enraizados e edificados nele, firmados na fé, como foram ensinados, transbordando de gratidão.”

Devemos caminhar firmados na fé de Cristo, conhecer a Bíblia e os mandamentos de Deus, ter relacionamento e vida com Ele para que tenhamos sabedoria e saibamos discernir aquilo que vem Dele e o que não vem Dele. Devemos também nos lembrar, que o Espírito Santo é o nosso maior conselheiro e é a Ele quem temos que buscar em primeiro lugar, a revelação da palavra vem por meio do Espírito Santo, assim, conheceremos a vontade de Deus e saberemos nos aconselhar com as pessoas que tem a vida direcionada pelo nosso Pai Celestial. A palavra quem vem de Deus não traz culpa e confusão, ela traz arrependimento, perdão, paz e alegria. Mesmo a palavra dura, quando é de Deus gera mudança em nosso caráter para que possamos ser cada vez mais parecidos com o nosso Criador e que sejamos santos como Ele é santo. Por isso, cuidado com os conselhos, busque ao seu líder, pastor, alguém que saberá aconselhar dentro da palavra de Deus e não por crenças humanas.

Fernanda Terra
http://www.guardandoapalavra.com.br